Cabelos ruivos naturais ou não: como cuidar

A saga de ter (ou querer ter) cabelos ruivos exige muita dedicação e paciência, por isso o texto de hoje vai mostrar alguns cuidados essenciais para quem está pensando em tingir as madeixas e também para quem por sorte do destino já é ruiva naturalmente.

Estima-se que apenas 2% da população mundial seja ruiva, sendo assim, os outros meros mortais que desejam alcançar essa cor devem enfrentar uma verdadeira peregrinação até o tom desejado.

O que tem de diferente?

Cabelos ruivos são, naturalmente, mais sensíveis e por isso exigem cuidados especiais, afinal sofrem de forma muito mais rigorosa às ações ocasionadas pela lavagem e temperatura.

Algumas dicas

– A cor: para as ruivas naturais existem dois grandes perigos – 1º) por ser um tipo de cabelo mais frágil, os ruivos perdem a cor e o brilho mais facilmente, e 2º) a desidratação é a grande inimiga podendo levar à quebra do cabelo.
Já para as ruivinhas por opção, os perigos podem ser ainda maiores a começar pela escolha da numeração da tinta e também da água oxigenada com o volume certo. Nem preciso dizer que é sempre bom procurar ajuda especializada, além, é claro, de utilizar produtos de alta qualidade que ofereçam maior segurança.

Entretanto, mesmo tomando todas as precauções possíveis, pode ser que a experiência de tingir o cabelo não dê certo. Mas não desanime logo na primeira vez, afinal, como dito no início do artigo, ter cabelos ruivos exige muita paciência. É aconselhável escurecer ou clarear apenas dois tons por vez.

– O cabelo antes da cor: muito antes de pensar em tingir o cabelo é importante estar ciente das condições dos fios, afinal, não é todo cabelo que aguenta uma descoloração ou tintura. Se o seu estiver dando sinais de que não está preparado, é indicado tratá-lo com hidratações, reconstruções e um cronograma capilar específico, caso contrário o sonho de ser ruiva poderá se tornar um pesadelo.

– Tonalizando o cabelo: a manutenção das madeixas exige muito, tanto das ruivas naturais quanto das por opção, é comum que o cabelo nessa cor desbote, por isso é normal sair do salão com um tom e depois da primeira lavagem ter outro.

A solução para esse problema é tonalizar os cabelos. Para isso você vai precisar de água oxigenada (20 ou 10 volumes), pincel, recipiente plástico, creme branco de sua preferência e um tonalizante, hoje já é possível encontrar uma vasta variedade no mercado dos cosméticos. Tal procedimento pode ser feito no cabelo seco ou após lavagem apenas com o shampoo. Além de “reavivar” a cor, ao tonalizar os cabelos dessa maneira você já realiza uma pequena hidratação.

– Proteja do sol: uma dica superimportante para as ruivas é tomar cuidado com o sol, pois exposições prolongadas podem contribuir com o desbotamento. Sendo assim, faz-se necessário manter um cronograma capilar específico, além de hidratações constantes.

– Manutenção: não é todo mês que você precisa tingir o cabelo. A maioria das ruivas apenas corrige o tom na raiz, não tingindo todo o cabelo mensalmente.

– Lavagem: devido ao desbotar facilmente, é aconselhável que cabelos ruivos não sejam lavados todo dia, principalmente se você fizer isso com água quente. Por isso, cuidados como escolher shampoos mais suaves e utilizar produtos que contenham silicone evitam que sua cor escorra pelo ralo.

Essas foram algumas dicas, mas lembre-se de procurar auxílio especializado e, é claro, utilizar produtos de qualidade que lhe ajudarão a ficar ainda mais bonita. De resto é só curtir o novo visual.

Compartilhe
Share